Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \31\UTC 2011

Um cinegrafista amador com uma câmera registra o exato momento que a onda gigante atinge o porto de Kesennuma no Japão e flagra toda a fúria da natureza. A água destruiu toda a região, ele só conseguiu se salvar porque estava em um prédio alto.

Nenhum vídeo tinha sido tão assustador quanto esse:

Este foi o quarto maior tremor da história, 9,0 graus na escala Richter, o país foi deslocado quatro metros para o leste, de acordo com a Geonet, a maior empresa de geolocalização do mundo. Segundo análises da empresa, o país se tornou mais largo na região próxima ao epicentro do terremoto. Cartas náuticas e mapas terão que ser modificados.

Jalopnik|Pátio Gospel Noticias

Read Full Post »

Preletor: Hernandes Dias Lopes

O caráter de uma pessoa é determinado pelo caráter do Deus a quem ela adora

Lloyd John Ogilvie narra sua experiência de estar no cais do porto de Los Ângeles. Os guindastes gigantescos levantavam os caixotes de mercadoria do navio e abaixavam-nos no cais. Nas caixas estava escrito em letras grandes: “Se este lado estiver para cima, a caixa está de cabeça para baixo.” Se este lado estiver para cima, esta vida está de cabeça para baixo. Como você pode saber que a sua vida está com o lado certo para cima? Como você pode saber que está realizando o propósito para o qual Deus o criou?

Deus criou você para a intimidade com Deus. Deus criou você para ser sincero com ele. Deus criou você para ter comunhão com os outros irmãos. Deus criou você para que você imite a Jesus.

Esses propósitos podem ser adulterados pelo pecado.

Diante das heresias do Gnosticismo que se infiltravam na igreja, o apóstolo João precisa definir com clareza quem é Deus e quais são as implicações práticas de ser um cristão.

1. Deus é luz e não há nele treva nenhuma

O caráter de uma pessoa é determinado pelo caráter do Deus a quem ela adora. Por isso João começa descrevendo a natureza de Deus.

a) É da natureza de Deus revelar-se, como a propriedade da luz é brilhar.

b) Deus é luz também no sentido de possuir perfeição moral absoluta: A pureza e a santidade de Deus.

c) Deus é luz no sentido de que nada pode ficar oculto aos seus olhos.

d) Deus é luz no sentido de ser justo (Ef 5:8-14; Rm 13:11-14; 1 Ts 5:4-8).

e) Deus como luz guia no caminho reto. O efeito da luz não é apenas fazer ver aos homens, mas capacitá-los a andar. Conduta reta, não apenas visão clara é o benefício que a luz proporciona.

2. As heresias que invadiram a igreja e suas implicações práticas

A simetria dos sete versículos é evidente: Primeiro, ele introduz o ensino falso com as palavras, se dissermos. Segundo, ele o contradiz com um equívoco, mentimos, ou expressão parecida. Finalmente, faz uma afirmação positiva e verdadeira correspondente ao erro que refutou, se porém nós…, embora no último dos três versos o término seja diferente(1:7; 1:9; 2:1).

2.1. A primeira heresia é a afirmação de que temos comunhão com Deus, embora ao mesmo tempo “andamos” nas trevas – 1:6-7

Andar na luz é andar com sinceridade, ou seja, não esconder nada.

RESULTADOS: 1) Mantemos comunhão uns com os outros; 2) O sangue de Jesus nos purifica de todo o pecado – Deus faz mais que perdoar, ele apaga a mancha do pecado.

2.2. A segunda heresia é a afirmação de que não temos pecado – 1:8-9

A primeira heresia era de que o pecado não nos afasta da comunhão com Deus.

A segunda heresia é pior, porque ela nega a própria existência do pecado.

A atitude correta não é negar o pecado, mas admiti-lo e confessá-lo.

O RESULTADO: Deus é fiel e justo para nos perdoar e nos purificar.

2.3. A terceira heresia é a negação de que o crente seja susceptível ao pecado – 1:10-2:1

Dizer que não cometemos pecado não apenas é uma deliberada mentira (v.6), ou ser iludido (v. 8), mas realmente é acusar a Deus de mentir (v.10).

O propósito de João é impedir o pecado e não desculpá-lo (2:1).

João faz isso 1) Negativamente – “para que não pequeis” e 2) Positivamente – “Se, todavia, alguém pecar…”

A provisão de Deus é: 1) Jesus como nosso Advogado; 2) Jesus como nossa Propiciação.

A provisão do Pai para o crente que peca está em Seu Filho, que possui tríplice qualificação: 1) Seu caráter justo; 2) Sua morte propiciatória; 3) Sua advocacia celestial (Vida – Morte – Ascensão).

Quais são as implicações de ser um cristão? Existe um contraste nesse texto entre O FALAR E O FAZER. Esse texto nos ensina a como lidar com a questão do pecado:

I. NÓS PODEMOS TENTAR ENCOBRIR OS NOSSOS PECADOS – V. 5-6,8,10

1. Como um crente pode tentar encobrir os seus pecados? Falando Mentira!

a) Falando mentira para os outros – 1:6 – Nós desejamos que os nossos irmãos pensem que nós somos espirituais; então, mentimos sobre as nossas vidas e tentamos em dar uma boa impressão para impressioná-los. Nós desejamos que eles pensem que estamos andando na luz, embora, na realidade, estejamos andando nas trevas.

b) Mentindo para nós mesmos – 1:8 – O problema agora não é enganar os outros, mas enganar-nos a nós mesmos. É possível para um crente viver em pecado e convencer-se a si mesmo que está tudo bem com ele. Exemplo: Davi – escondeu o seu pecado.

c) Tentar mentir para Deus – 1:10 – O pecado pode nos fazer mentir para os outros, mentir para nós mesmos e mentir para Deus, além de tentar fazer Deus mentiroso. Como? Nós contradizemos sua Palavra. Nós aplicamos a sua Palavra para os outros, mas não para nós mesmos. Nós nos assentamos na igreja e ouvimos a Palavra, mas nós somos tocados por ela.

d) Um crente pode mentir sobre sua comunhão (1:6), sobre sua natureza (1:8) e sobre suas ações (1:10).

2. O que um crente que tenta encobrir os seus pecados perde?

a) Ele perde a Palavra de Deus – Ele deixa de praticar a Palavra (1:6), logo, a verdade deixa de estar nele (1:8) e finalmente, ele torna a verdade em mentira (1:10).

b) Ele perde a comunhão com Deus e com o seu povo – 1:6-7 – Como resultado, a oração se torna um rito vazio para ele. O culto uma rotina enfadonha. Ele se torna um crítico dos outros crentes e logo abandona a igreja (2 Co 6:14).

c) Ele perde o seu caráter – 2:4 – O processo começa em falar uma mentira e termina com a pessoa se tornando um mentiroso. Davi tentou encobrir o seu pecado às custas da sua comunhão com Deus, da sua saúde, da sua família, da sua alegria e mesmo do seu reino. Se nós queremos desfrutar da verdadeira vida, nós jamais poderemos encobrir os nossos pecados.

II. NÓS PODEMOS CONFESSAR OS NOSSOS PECADOS – V. 7,9; 2:1-2

1. João nos dá dois interessantes títulos a Jesus: Advogado e Propiciação

a) Jesus é a propiciação pelos nossos pecados

A propiciação significa satisfazer a lei santa de Deus, pois Deus é luz, ele é santo. Ele não pode fechar os seus olhos para o pecado, embora ele seja amor e deseja nos salvar.

Como Deus pode ser justo e santo e ainda salvar pecadores? A resposta é através do sacrifício de Jesus Cristo. Na cruz, Deus em sua santidade, julgou o pecado. Deus em seu amor ofereceu Jesus Cristo ao mundo como Salvador. Deus foi justo e por isso puniu o pecado. Deus demonstrou amor oferecendo livre perdão através do que Cristo fez no calvário.

b) Jesus Cristo é o nosso Advogado junto ao Pai

Jesus é chamado para estar do nosso lado. Quando uma pessoa é chamada a comparecer diante da corte ou tribunal, ele leva um advogado com ele para se colocar ao seu lado e defender a sua causa.

Jesus nos representa diante do trono de Deus. Como nosso Sumo Sacerdote, ele se simpatiza com as nossas fraquezas e tentações e nos dá sua graça (Hb 4:15-16) e como nosso Advogado ele nos ajuda quando pecamos. Exemplo: Josué – Zacarias 3:1-3.

Os méritos do sascrifício de Cristo fazem possível o perdão para os crentes. Porque Cristo morreu pelo seu povo, ele satisfez a justiça de Deus. Porque ele vive para o seu povo junto à direita de Deus, ele pode aplicar as virtudes do seu sacrifício às nossas necessidades diárias.

2. Esconder o pecado não, confessar sim!

a) O que é confessar os pecados?

É concordar com Deus que pecamos “homologeo” é = homologar.

Não é confissão genérica, mas chamar o pecado de pecado: inveja, ódio, mágoa, impureza. Confessar é ser honesto com você e com Deus. É mais do que admitir o pecado, é julgá-lo.

b) Confessar a quem?

O pecado é confessado a Deus. Somente ele tem poder para perdoar pecados.

c) Deus é fiel e justo para perdoar os pecados

FIEL = porque Deus cumpre a sua aliança e sua promessa de perdoar os nossos pecados e deles não mais se lembrar.

JUSTO = Porque Cristo morreu pelos seus pecados e pagou a penalidade que eles merecem.

d) Deus perdoa e purifica

Deus não coloca mais os nossos pecados em nossa conta. Esse é o lado judicial.

Deus limpa, purifica. Esse é o lado pessoal. Deus nos dá um coração puro (Sl 51:10).

III. NÓS DEVEMOS VENCER OS NOSSOS PECADOS – 2:1-2

1. O propósito de Deus é que sejamos vencedores sobre o pecado – v. 1

a) Poderemos vencer o pecado na medida em que andamos na luz- 1:7

Andar na luz é ser sincero. É ser honesto com Deus, com os outros e com nós mesmos.

Sempre que cometermos algum pecado, imediatamente devemos confessá-lo.

Andar na luz significa obedecer a Palavra de Deus – 2:3-4

Andar na luz significa amar a Deus – Um escravo obedece porque ele tem que obedecer.

Um empregado obedece porque ele deve obedecer. Mas um cristão, obedece porque ele quer obedecer. “Se me amais, guardareis os meus mandamentos” (Jo 14:15).

2. Cristo não apenas é Propiciação e Advogado, mas também nosso Modelo – v. 6.

Cristo morreu por nós, ele vive para nós e ele é o nosso modelo!

Fonte: Creio

Read Full Post »

Se você quer ser grande como líder aprenda de servir com humildade

Por: Rick Boxx

Tenho ouvido líderes empresariais expressarem os mais elevados elogios a colegas ou empregados importantes. Todos nós gostamos de ser valorizados e elogiados, especialmente quando as pessoas para quem ou com quem trabalhamos nos dirigem palavras de aprovação. Porém, não muito tempo atrás fiquei impressionado com comentários feitos por um garçom durante uma conferência que eu liderava.

O rapaz percebeu que eu estava conduzindo o evento e decidiu aproveitar uma oportunidade e aproximar-se de mim para elogiar uma das convidadas. Ele apontou para Denise, talentosa empresária e professora que estava parada ali perto e afirmou: “Se Denise está envolvida com seu evento, então ele merece minha admiração”. E prosseguiu: “Denise é excelente profissional e ótima professora. Nosso pessoal ama servi-la, porque trata a todos muito bem”.

Denise é conhecida por sua perspicácia nos negócios. Contudo, despendeu tempo para demonstrar interesse e cuidado para com os empregados do hotel. Em vez de ostentar seu status e exigir ser tratada com deferência, tornou-se serva dos que a serviam.

Em seu inspirado livro, “Good to Great”, (titulo em português, “Empresas Feitas Para Vencer”), Jim Collins relata descobertas de um estudo realizado com empresas de alta performance. Uma das características que ele encontrou nos líderes de cada “empresa feita para vencer”, foi que demonstravam elevados níveis de determinação. Havia, porém, um segundo traço comum: humildade. Ele escreve: “…(Estes) líderes canalizam as necessidades de seu ego para longe de si, direcionando-as para o objetivo maior que é construir uma grande companhia… sua ambição está a serviço primeiramente e acima de tudo, da instituição e não de si mesmos”. E mais adiante: “Aqueles que trabalham ou escrevem sobre tais líderes continuamente usam palavras como quieto, humilde, modesto, reservado, tímido, gracioso, moderado, retraído, sem ostentação”. Em outras palavras, segundo o autor, eram“aparentemente pessoas comuns quietamente produzindo resultados extraordinários”.

Isso faz notável contraste com executivos cercados de publicidade que posam de celebridades, sobre os quais lemos, ouvimos e vemos na mídia. Os líderes que a equipe de Collins estudou
compreenderam os perigos de serem apanhados na armadilha da presunção.

No Novo Testamento da Bíblia isso é declarado da seguinte maneira: “…Não se achem melhores do que realmente são. Pelo contrário, pensem com humildade a respeito de vocês mesmos…” (Romanos 12.3). Jesus Cristo, cuja vida tem servido como o exemplo definitivo de humildade para incontáveis milhões de pessoas em todo o mundo, ensinou em Mateus 23.12: “Quem se engrandece será humilhado, mas quem se humilha será engrandecido.”

A mensagem é clara: se você procura um grande líder, olhe para aqueles que servem com humildade. E se deseja se tornar um grande líder, primeiramente aprenda a arte de servir e de liderar com humildade.

Fonte: Creio

Read Full Post »

A seguir, vc verá 20 conselhos muito úteis sobre sua saúde, e que são bem fáceis de ser seguidos. Os conselhos são das Universidades Harvad e Cambridge, para uma vida mais saudável e sem doenças.

01- Um copo de suco de laranja.

Diariamente, para aumentar o ferro e repor a vitamina C.

02- Salpicar canela no café.

(Mantém baixo o colesterol e estáveis os níveis de aúcar no sangue).

03- Trocar o pãozinho tradicional pelo pão integral.

O pão integral tem 4 vezes mais fibra, 3 vezes mais zinco e quase 2 vezes mais ferro que tem o pão branco.

04- Mastigar os vegetais por mais tempo.

Isto aumenta a quantidade de químicos anticancerígenos liberados no corpo. Mastigar libera sinigrina. E quanto menos se cozinham os vegetais, melhor efeito preventivo têm.

05- Adotar a regra dos 80%:

Servir-se menos 20% da comida que costuma comer, evita transtornos gastrintestinais, prolonga a vida e reduz o risco de diabetes e ataques de coração.

06- LARANJA.

O futuro está na laranja, que reduz em 30% o risco de câncer de pulmão.

07- Fazer refeições coloridas como o arco-íris.

Comer DIARIAMENTE, uma variedade de vermelho, laranja, amarelo, verde, roxo e branco em frutas e vegetais, cria uma melhor mistura de antioxidantes, vitaminas e minerais.

08- Comer pizza, macarronada ou qualquer outra coisa com molho de tomate.

Mas escolha as pizzas de massa fininha. O Licopeno, um antioxidante dos tomates pode inibir e ainda reverter o crescimento dos tumores; e ademais é melhor absorvido pelo corpo quando os tomates estão em molhos para massas ou para pizza .

09- Limpar sua escova de dentes e trocá-la regularmente.

As escovas podem espalhar gripes e resfriados e outros germes. Assim, é recomendado lavá-las com água quente pelo menos quatro vezes à semana (aproveite o banho no chuveiro), sobretudo após doenças, quando devem ser mantidas separadas de outras escovas.

10- Realizar atividades que estimulem a mente e fortaleçam sua memória…

Faça alguns testes ou quebra-cabeças, palavras-cruzadas, aprenda um idioma, alguma habilidade nova…  Leia um livro e memorize parágrafos; escreva, estude, aprenda. Sua mente agradece e seus amigos também, pois é interessante conversar com alguém que tem assunto.

11- Usar fio dental e não mastigar chicletes.

Acreditem ou não, uma pesquisa deu como resultado que as pessoas que mastigam chicletes têm mais possibilidade de sofrer de arteriosclerose, pois tem os vasos sanguíneos mais estreitos, o que pode preceder a um ataque do coração.  Usar fio dental pode acrescentar seis anos a sua idade biológica porque remove as bactérias que atacam aos dentes e o corpo.

12- Rir.

Uma boa gargalhada é um ‘mini-workout’, um pequeno exercício físico: 100 a 200 gargalhadas equivalem a 10 minutos de corrida.

Baixa o estresse e acorda células naturais de defesa e os anticorpos.

13- Não descascar com antecipação.

Os vegetais ou frutas, sempre frescos, devem ser cortados e descascados na hora em que forem consumidos.  Isso aumenta os níveis de nutrientes contra o câncer. Sucos de fruta têm que ser tomados assim que são preparados.

14- Ligar para seus parentes/pais de vez em quando.

Um estudo da Faculdade de Medicina de Harvard concluiu que 91% das pessoas que não mantém um laço afetivo com seus entes queridos, particularmente com a mãe, desenvolvem alta pressão, alcoolismo ou doenças cardíacas em idade temporã.

15- Desfrutar de uma xícara de chá.

O chá comum contém menos níveis de antioxidantes que o chá verde, e beber só uma xícara diária desta infusão diminui o risco de doenças coronárias.  Cientistas israelenses também concluíram que beber chá aumenta a sobrevida depois de ataques ao coração.

16- Ter um animal de estimação.

As pessoas que não têm animais domésticos sofrem mais de estresse e visitam o médico regularmente, dizem os cientistas da Cambridge University.  Os mascotes fazem você sentir-se otimista, relaxado e isso baixa a pressão do sangue.

Os cães são os melhores, mas até um peixinho dourado pode causar um bom resultado.

17- Colocar tomate ou verdura frescas no sanduíche.

Uma porção de tomate por dia baixa o risco de doença coronária em 30%, segundo cientistas da Harvard Medical School; vantagens outras são conseguidas atráves de verduras frescas.

18- Reorganizar a geladeira.

As verduras em qualquer lugar de sua geladeira perdem substâncias nutritivas, porque a luz artificial do equipamento destrói os flavonóides que combatem o câncer que todo vegetal tem.  Por isso, é melhor usar á área reservada a ela, aquela caixa bem embaixo ou guardar em um tape ware escuro e bem fechado.

19- Comer como um passarinho.

A semente de girassol e as sementes de sésamo nas saladas e cereais são nutrientes e antioxidantes.  E comer nozes entre as refeições reduz o risco de diabetes.

20- Uma banana por dia quase dispensa o médico, vejamos:  ” Pesquisa da Universidade de Bekeley”.

A banana previne a anemia, a tensão arterial alta, melhora a capacidade mental, cura ressacas, alivia azia, acalma o sistema nervoso, alivia TPM, reduz risco de infarto, e tantas outras coisas mais, então, é ou não é um remédio natural contra várias doenças?

Fonte: Amélias de Salto

Read Full Post »

É triste ter de observar, uma realidade, mas comum do que se possa pensar – os maus casamentos que estão sendo feitos em nome do Senhor em nossas igrejas. Quantos irmãos amados se permitiram ir ao altar de Deus sem uma real motivação da importância deste ato, e o quanto este mudará radicalmente sua vida e a vida daquela pessoa com que ele ou ela irá se casar.

Não sou adepto do ficar casado a qualquer preço, ainda mais quando o preço seja uma vida infeliz. Como não sou a favor deste teste de aventura – vamos ver se vai dar certo – que se tornou o casamento. Sou a favor de um casamento consciente, entendendo que o desejo de Deus é que este seja um ato para toda vida. E por que penso assim? Vou citar um exemplo: Pegue duas folhas de papel e una-as com cola, deixe-as secarem unidas pela cola, depois de algum tempo tente arrancá-las uma da outra; o resultado é que pedaços de uma sairão grudados no outro, ou seja, é até possível separá-los, mas não sem algum tipo de destruição.

Bem, mas porque isto ocorre em nossas igrejas? Apesar de entender que a igreja tem um papel importante em todo este desdobramento, culpá-la eximindo de culpa quem tomou a decisão de casar-se é no mínimo um ato de transferência de responsabilidade, o que sem dúvida é uma tentativa de maquiar a realidade, e assim não vamos chegar a lugar nenhum.

Se eu posso, como pastor, e com a experiência de casamento que tenho, aconselhar dou três conselhos:

1º Aprenda a escolher alguém com propósitoTudo deve ser feito com propósito. As perguntas a serem feitas são: Ele (ela) tem o mesmo propósito de vida que eu tenho? Qual o seu ideal de vida? Aonde ele (ela) quer chegar pode atrapalhar os meus sonhos (não abra mão dos seus sonhos por causa de ninguém)? Ele (ela) tem disposição para construir um futuro comigo?

Mas acima de tudo a pergunta a ser feita é: Pra que eu quero casar? Pra transar, pra satisfazer minha família, por que foi profetizado, por que ele é homem de Deus ou ela é mulher de Deus…
Bem, nenhumas destas ponderações são razoáveis, veja:

* Casar pra fazer sexo! Mas quem disse que quando se casa só se vive fazendo sexo? O “fogo”, a “excitação” do namoro dura na melhor das possibilidades nos dois primeiros anos do casamento, depois a relação sexual deixa de ser o “prato principal” para se tornar uma deliciosa sobremesa. Casamento não sobrevive por causa de vida sexual.

* Casar pra satisfazer a família! Acreditem, eles não vão estar na sua casa pra resolver os problemas e nem as crises do seu casamento. Se sua mãe gosta dele (dela) é um direito que ela tem; se seu pai queria ter ele como genro ou ela como nora é um direito dele; se ele ou ela agrada toda sua família, legal! Mas lembre-se: a escolha é sua. É sua a decisão de casar ou não, não permita que ninguém interfira na sua decisão. Ouça, permita conselhos, mas decida você.

* Casar por que foi profetizado! Eu não sabia que Deus casava as pessoas ou que tinha sido rebaixado a “santo casamenteiro”. Ora, irmãos, Deus não casa ninguém, até por que se isso acontecer, Ele se torna responsável, pelos fracassos da relação. No único casamento que Ele fez, no primeiro problema que houve o marido (Adão) lhe acusou de que a razão para todos os problemas que ele estava vivendo era a mulher que Deus havia lhe dado; acusando Deus por tabela. Eu creio que Deus em Sua soberania possa nos dar caminhos ou nos ajudar neste momento mais importante da vida do ser humano? Sim, Ele vai, Ele pode e pode nos orientar, te dar sinais, te exortar, mas a decisão é sua. Ah! E tem mais, a profecia nunca foi para dirigir a vida de ninguém e sim para exortar, consolar e edificar, não fala nada de casar.

* Casar por que ele é homem de Deus ou ela é mulher de Deus! Eu não estou dizendo que isto não seja importante, o detalhe é que pode ser homem ou uma mulher de Deus mais não necessariamente para você. Primeiro se casa com um homem, depois se vê se ele é um “homem de Deus”, dentro das nossas perspectivas de “homem de Deus” (não estou falando de ele ter o Senhor Jesus Cristo como seu Senhor, pois isto é principio). Tem que ser mulher antes de ser “mulher de Deus”. Não são poucos os casos de ser ele um “homem de Deus” na igreja e um “cavalo” em casa. Ser ele uma mulher de Deus na igreja e uma pedra na cama. Pense nisso!

2º Se você tem um tipo idealizado procure respeitar isso

É preciso saber respeitar seus gostos pessoais. Alguém diz: Não sei como ele não gosta disso! Eu respondo: Pela mesma razão que você não gosta daquilo. Gostos, preferências. Na maioria das vezes não escolhemos gostar daquilo e em outras não sabemos nem por que gostamos, só gostamos. Não force ninguém a gostar de doce se a preferência desta pessoa é salgado, a comer uma comida que não quer, pois não irá saboreá-la com prazer.

Desta mesma forma funcionam nossas preferências em relação às pessoas. Algumas gostam de homem baixo, outras preferem os mais altos; alguns as mulheres mais “fofinhas”, outros as mais magrinhas; uns gostam de mais “bumbum”, outro menos “bumbum”, enfim são tantos os gostos que citá-los torna-se impossível aqui.

Concordo que aparência não é tudo, mas que contribui, contribui. É claro que há coisas mais importantes que as preferências, ou diria eu, tão importantes quanto. Gostos podem ser colocados em segundo plano quando outros fatores, também importantes, são levados em conta. Por exemplo, ela gosta de um homem negro, mas o que mexeu com ela foi um branco, que preencheu todos os requisitos principais de análise de um homem com quem ela deseja viver o resto de sua vida. Ora, deixar este homem passar só por que ele não é negro é uma loucura, pois a vida é também dividida em gostos e prioridades, nem tudo que eu gosto é minha prioridade para o momento.

Mas não sejamos hipócritas, somos seres visuais, gostamos do que é bom, ou pelo menos do que achamos ser bom. Por exemplo, como desprezar o gosto por um tipo personalidade.

Um dia uma jovem pediu o meu conselho sobre o passo que daria para o casamento. O que ela queria era que eu dissesse case ou não case. Só que não nasci ontem, o máximo que faço é aconselhar, e foi isso que fiz, aconselhei com perguntas simples:

1. Ele faz o seu tipo (alto, serio, simpático, introspectivo, decidido…)?;

2. Quando você olha para ele você o admira?;

3. O jeito dele te deixa confortável (você não sente vergonha dele, por exemplo)?;

4. Quando vocês estão juntos você se sente atraída sexualmente por ele (dá um fogo em você), e ele sente isto por você (pode ser gay)?;

5. Já viu como ele trata a mãe (provavelmente vai lhe tratar da mesma forma ou pior).

Sabe, não é Deus quem vai analisar por você estes pormenores, ou diria, “pormaiores” do relacionamento, mas é você! Sempre será você.

3º Acima de tudo não se esqueça dos princípios da palavra de Deus

De tudo o que falei, isto é o mais importante de tudo. Olhe bem para esta palavra – princípio. Nosso Deus é Deus de princípios e quebrá-los trará tristes e lamentáveis conseqüências. Não que Ele, o Senhor, vai te perseguir, por que você o desobedeceu como se Deus estivesse por aí se vingando de todos que lhe desobedecem todos os dias. As conseqüências virão pela própria vida, pois quebrar os princípios de Deus é quebrar os princípios da vida, pois Ele é seu autor. É a lei implacável da semeadura: Aquilo que o homem plantar ele colherá.

Preste muita atenção, os gostos, as preferências, a decisão da escolha são suas, porém prefira escolher dentro dos princípios de Deus. Vou citar alguns:

* Ele ou ela serve ao teu Deus (não basta dizer que teme, pois quem teme obedece, quem obedece segue, quem segue serve, quem serve ama)?;

* Tem um caráter restaurado pelo Senhor (tem palavra, é sincero nos tratos…)?;

* Honra pai e mãe?;

* Tem prazer nas coisas do Senhor (é um leitor da bíblia, gosta de estar na igreja…)?;

* É dizimista e ofertante (isto vai afetar a vida financeira de vocês amanhã)?;

* Deseja mais você que seu corpo (pois se não for assim qualquer alteração do seu corpo após o casamento será motivo de esfriamento ou destruição da relação)?.

Se você acha que eu estou falando de um homem ou de uma mulher perfeita, te digo que não. Estes valores se encontram em qualquer pessoa que verdadeiramente teve um encontro com o Senhor Jesus Cristo. E posso lhe afirmar que Deus tem esta pessoa para você. Deus não tem fulano ou fulana pra você. Deus tem alguém com estes princípios para você. Escolha dentro dos princípios.

Você pode até negociar gosto e preferência, mas nunca princípios.

Observe o que te digo e tudo, nesta área te irá bem.

Seu pastor e amigo,
Otoni de Paula Jr

Fonte: http://www.missaovida.com/

Read Full Post »

Foi publicada no Diário Oficial do Poder Executivo do Estado do Rio de Janeiro de 07/01/2011 a Lei 5.645/10, de autoria do deputado João Pedro (DEM), que consolida o calendário.

O autor da lei, ao defender a consolidação de todas as datas em um único calendário, acabou se confundindo. Disse que havia “quatro dias da Bíblia” para argumentar a necessidade de sua iniciativa: “Minha ideia, ao fazer isso, foi mostrar a importância de reunir as regras por temas, o que facilita a consulta, corrige distorções e impede a repetição”, disse o democrata, dando como exemplo a existência de quatro dias da Bíblia e “outros repetidos em homenagens a determinadas profissões”.
Talvez por tratar “evangélico” e “Bíblia” como sinônimos, o que, em muitos casos, é uma forma de preconceito, o deputado João Pedro equivocou-se. De fato, a repetição acontece com o Dia do Evangélico, três vezes, e tem um dia da Bíblia.

Veja as datas comemorativas do Estado do Rio de Janeiro mais identificadas com as igrejas cristãs, especialmente as evangélicas, acompanhadas de suas respectivas leis:

FEVEREIRO
09 -DIA ESTADUAL DA EVANGELIZADORA.
Lei nº 4.649, de 29 de novembro de 2005.

MARÇO
10 -DIA ESTADUAL DA CONSCIÊNCIA EVANGÉLICA.
Lei nº 3.262, de 01 de outubro de 1999.

19 -DIA ESTADUAL DA FAMÍLIA.
Lei nº 3.064, de 25 de setembro de 1998.

20 -DIA DA FAMÍLIA.
Lei nº 3.820, de 24 de abril de 2002.

ABRIL
10 -DIA DA IGREJA EVANGÉLICA PENTECOSTAL “O BRASIL PARA CRISTO”.
Lei nº 991, de 15 de maio de 1986.

21 -DIA ESTADUAL DE CLAMOR PELA PAZ.
Lei nº 4338, de 27 de maio de 2004.

MAIO
ÚLTIMO SÁBADO DO MÊS DE MAIO – COMO O DIA DA ORAÇÃO.
Lei nº 2199, de 18 de dezembro de 1993.

JUNHO
09 -DIA DA IGREJA TABERNÁCULO EVANGÉLICO DE JESUS “CASA DA BENÇÃO”.
Lei nº 1.200, de 23 de setembro de 1987.

21 -DIA DO CAPELÃO EVANGÉLICO CIVIL E MILITAR.
Lei nº 4.813, de 11 de julho de 2006.

21 -DIA DA EDUCAÇÃO NÃO-SEXISTA. Lei nº 4.904, de 09 de novembro
de 2006.

2º DOMINGO DO MÊS – O “DIA DO PASTOR EVANGÉLICO”.
Lei nº 2.887, de 06 de janeiro de 1998.

10 A 17 DE JUNHO – SEMANA DE PREVENÇÃO AO ALCOOLISMO.
Lei nº 2.549, de 09 de maio de 1996.

JULHO
09 -DIA ESTADUAL DA ASSEMBLÉIA DE DEUS.
Lei nº 4.194, de 01 de outubro de 2003.

09 -DIA DO EVANGÉLICO.
Lei nº 1.928, de 26 de dezembro de 1991.

09 -DIA ESTADUAL DA IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS – SEMANA DO EVANGELHO, CUJO PERÍODO COINCIDA COM DIA 09 DE JULHO (DIA DO EVANGÉLICO).
Lei nº 4.608, de 29 de setembro de 2005.

AGOSTO
12 -DIA DAS IGREJAS PRESBITERIANAS.
Lei nº 910, de 01 de novembro de 1985.

19 -DIA DAS IGREJAS EVANGÉLICAS CONGRECIONAIS.
Lei nº 778, de 05 de outubro de 1984.

24 -DIA DAS IGREJAS EVANGÉLICAS BATISTAS.
Lei nº 809, de 13 de dezembro de 1984.

SETEMBRO
02 -DIA DA IGREJA BATISTA NOVA PENIEL.
Lei nº 1.003, de 17 de junho de 1986.

DIA DA IGREJA METODISTA.
Lei nº 1.931, de 26 de dezembro de 1991.

3º DOMINGO – DIA ESTADUAL DA JUVENTUDE EVANGÉLICA.
Lei nº 5.111, de 19 de outubro de 2007.

OUTUBRO
31 – DIA DA REFORMA PROTESTANTE.
Lei nº 2.533, de 02 de abril de 1996.

2º SÁBADO DO MÊS – “DIA DOS DIRIGENTES DE ORAÇÃO”.
Lei nº 4.313, de 29 de abril de 2004.

NOVEMBRO
04 -DIA DA EVANGÉLICA CRISTO VIVE/CRUZADA EVANGELÍSTICA MIGUEL ÂNGELO.
Lei Nº 1.225, de 12 de novembro de 1987.

16 A 22 DE NOVEMBRO – SEMANA DOS EVANGÉLICOS.
Lei nº 2.928, de 30 de abril de 1998.

3º SÁBADO – DIA DO CANTOR EVANGÉLICO.
Lei nº 758, de 22 de junho de 1984.

DEZEMBRO
2º DOMINGO DO MÊS – “DIA DA BÍBLIA”.
Lei nº 2.039, de 26 de novembro de 1992.

(Datas válidas no estado do Rio de Janeiro)

Fonte: http://www.missaovida.com/

Read Full Post »

Se em algum momento da vida você se sente sozinho, e por isso fica triste e pensa que não tem mais jeito, que não há mais esperança, tenho um recado pra você.

Ponha o mouse em cima da letra ‘O’, dê um clique, e arraste-o até a letra ‘A’.

Observe o que acontece…

Ainda que não possa ver, DEUS está CONTIGO

 

”Mas eu chamo a Deus, o SENHOR, pedindo ajuda, e ele me salva. De manhã, ao meio-dia e de noite, eu choro e me queixo, e ele me ouve.” (Salmos 55:16-17)

Leia Mais: http://assembleiamarileia.blogspot.com/2011/03/essa-e-pra-voce-que-pensa-que-esta.html

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: