Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 8 abril, 2010

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Atualizado às 22h05

O Rio de Janeiro amanheceu novamente com chuvas e em estado de atenção nesta quarta-feira (7). Ainda existem trechos alagados e risco de desabamentos em vários pontos do Estado. O prefeito da capital, Eduardo Paes, pediu para os moradores evitarem grandes deslocamentos pela cidade hoje.

Apesar do apelo, Paes afirma que a situação no Rio hoje é melhor e o cancelamento das aulas na rede pública deve minimizar os impactos no trânsito. “Quanto menos pessoas circulando na cidade no horário de pico, menores serão os transtornos no dia de hoje (…). Aqueles que puderem sair mais tarde para trabalhar ou largarem o trabalho mais cedo ajudarão a diminuir os transtornos na cidade”, argumentou.
O número de mortos devido às chuvas que atingem o Rio de Janeiro desde o final da tarde desta segunda-feira (5) passou de 140 na noite desta quarta-feira (7), segundo levantamento do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil Estadual. A maioria das mortes ocorreu em Niterói e na zona norte da capital.
Veja abaixo como ficam hoje os serviços e os transportes:
Trânsito (atualizado às 21h30)
A CET-Rio informa que permanece interditada:

– Av. Borges de Medeiros, altura da Rua Mário Ribeiro – sentido túnel Rebouças

Existem 750 agentes de trânsito da CET-Rio e Guarda Municipal administrando o trânsito na cidade e 12 painéis fixos e oito móveis orientam os motoristas sobre as condições das vias.
Ônibus, metrô, trens e barcas (atualizado às 21h30)
Os ônibus voltaram a circular normalmente hoje (7) em todo o Estado do RJ. Segundo a Rio Ônibus, os problemas enfrentados ontem por causa das enchentes já foram superados.

A Secretaria Estadual dos Transportes (Setran) informa está normalizado o funcionamento dos transportes de massa –metrô, trens operados pela Supervia, ônibus intermunicipais e travessias por barcas e catamarãs.

Para quem se desloca entre Rio e Niterói, a Setran orienta a utilização das barcas. Os catamarãs partem de Charitas para o Rio em intervalos de 15 minutos. As saídas de Cocotá e Paquetá para a Praça XV permanecem inalteradas.

Rodovias (atualizado às 21h30)
Vários trechos de rodovias federais no Rio de Janeiro ainda estão interditados por conta das fortes chuvas que atingem o Estado desde a tarde de segunda-feira (5). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recomenda que os usuários evitem circular pelas rodovias e aguardem a situação melhorar.
A rodovia Rio-Santos (BR-101 Sul) ficou interditada por quase nove horas por causa de deslizamentos de terra e pedras no km 450, em Mangaratiba. Após as 15h, o tráfego flui em meia-pista. Dois quilômetros adiante, também por causa de um deslizamento da encosta, os veículos só estão passando pelo acostamento.
Aeroportos (atualizado às 21h30)
O aeroporto Santos Dumont ficou fechado para pousos por mais de uma hora na manhã desta quarta (7), mas o movimento já está normalizado. No momento, a operação é feita com ajuda de instrumentos.  Já o  Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) está funcionando normalmente.
Escolas
As secretarias municipal e estadual de Educação do Rio de Janeiro informaram o retorno das aulas a partir desta quinta (8). Saiba mais. A Secretaria de Estado informou que as escolas estaduais localizadas nos municípios de Niterói e São Gonçalo permanecerão sem aulas até sexta-feira.
A UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) anunciou que retomará as atividades administrativas nesta quinta (8), mas as aulas só retornarão na próxima segunda (12).
Órgãos públicos
Após fechar ontem (6), a Câmara Municipal terá funcionamento normal. No Tribunal de Justiça, o presidente, desembargador Luiz Zveiter, determinou a normalização do expediente hoje e adiou o cumprimento dos prazos dos processos que se encerrariam nesta quarta-feira.

O procurador-geral de Justiça do Rio, Cláudio Lopes, também determinou o funcionamento normal do Ministério Público. O Detran, que suspendeu as atividades ontem, abre normalmente nesta quarta.

Saúde
Desde esta quarta-feira, o Hemorio, órgão da Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil (Sesdec), teve uma queda de 80% no comparecimento de doadores de sangue e está em alerta máximo. De acordo com a diretora geral do instituto, Clarisse Lobo, já estão sendo realizadas estratégias para minimizar o problema, mas a população precisa ajudar, pois todos os tipos de sangue são necessários.
Para ser um doador, é preciso trazer um documento oficial de identidade com foto, ter entre 18 e 65 anos, pesar mais de 50 kg e estar em boas condições de saúde. Não é necessário estar em jejum. O voluntário deve somente evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e a ingestão de bebidas alcoólicas.
O governador Sérgio Cabral disse hoje que haverá uma série de ações preventivas contra doenças decorrentes das inundações, como leptospirose, hepatite e desinteria. Essas ações vão desde a orientação à população, em geral, e às famílias atingidas, em particular, até a preparação adequada das unidades de atendimento de saúde básica, como as emergências hospitalares, as UPAs 24 Horas e os postos de saúde municipais.
Comércio
A Fecomércio (Federação do Comércio) do RJ informa que os estabelecimentos comerciais voltam a funcionar normalmente na capital e nas demais regiões afetadas pelas chuvas. Ontem, a entidade orientou os comerciantes a não abrirem as portas. Em razão de problemas pontuais, a Fecomercio pede aos empresários do setor que avaliem possíveis atrasos individualmente.
Energia (atualizado às 22h15)
A Light, concessionária que fornece energia elétrica para o Rio de Janeiro, informou que há falta de energia em trechos de ruas dos seguintes bairros: Tijuca, Botafogo, São Conrado, Copacabana, Barra e Santa Tereza. O telefone para comunicar interrupções no fornecimento é o 0800-0210196.
Pagamento de impostos
A Secretaria da Fazenda do Estado prorrogou os vencimentos de IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) que ocorreriam nos dias 6, 7 e 8 deste mês. Os pagamentos poderão ser efetuados até a próxima sexta-feira (9). Saiba mais.
Doações
A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria da Ordem Pública e da Guarda Municipal, iniciou ontem uma campanha de arrecadação de donativos a fim de auxiliar a população desabrigada após as chuvas que atingiram a cidade. A intenção é arrecadar colchonetes, alimentos não perecíveis, água e roupas. Ao todo, dez unidades da Guarda Municipal receberão os donativos. Veja como doar.
A Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), em parceria com a Cruz Vermelha, recebe doações 24 horas na Praça da Cruz Vermelha, nª 10, centro do Rio.

*Com informações da Agência Brasil

Origem: UOL Notícias – Cotidiano

Read Full Post »

Guilherme Balza
Do UOL Notícias
Em São Paulo

O número de mortes decorrentes das chuvas que atingiram o Rio de Janeiro nos últimos dias superou os óbitos ocorridos na tragédia que abalou Santa Catarina em novembro de 2008. Enquanto em SC foram 135 mortos em 16 municípios, no Rio 145 pessoas morreram em apenas sete cidades –a capital (46 mortes), Niterói (79), São Gonçalo (16), Nilópolis (1), Paracambi (1), Magé (1) e Petrópolis (1).

O desastre catarinense eclodiu após três meses de chuvas quase que diárias, seguidos por dois dias de chuva recorde: em 22 e 23 de novembro choveu o equivalente à média histórica para o mês em diversas cidades próximas ao litoral do Estado. Foi o mês de novembro que registrou a maior quantidade de chuvas desde que o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) começou a fazer medições na capital catarinense, em 1961.
Mais de 80 mil pessoas ficaram desabrigadas ou desalojadas na época. As mortes se concentraram nos municípios de Ilhota (47 óbitos), Blumenau (24) e Gaspar (21), todos na região do Vale do Itajaí. A maioria dessas mortes ocorreu em deslizamentos de terras que atingiram moradias localizadas em encostas de morros.
No Rio de Janeiro, segundo a Coordenação da Defesa Civil do Estado, o número de desabrigados no Estado está em cerca de 3.000, enquanto que o total de desalojados é de 11 mil.
Na época, Maria Lúcia de Paula Hermman, geóloga e pesquisadora do grupo de estudos de Desastres Ambientais da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), afirmou que a tragédia foi resultado da combinação da chuva excessiva com anos de descaso do poder público, que não impediu a ocupação de áreas de risco e não soube orientar a população para se proteger da chuva.
Com grande destaque na mídia, a tragédia em SC suscitou o debate sobre as razões dos desastres causados pelo mau tempo e as medidas necessárias para impedir que eles se repetissem. Assim como em SC, a principal causa das mortes na tragédia atual no Rio de Janeiro foram os deslizamentos de terra ocorridos em encostas.
Poder público falha mais uma vez
Para Júlio César Wasserman, geógrafo e professor do Departamento de Análise Geoambiental da Universidade Federal Fluminense (UFF), tanto no desastre catarinense, quanto no do Rio de Janeiro, o poder público falhou. “As pessoas que ocupam as áreas de risco têm alguma culpa, mas o povo faz as coisas sem muita consciência. Cabe principalmente ao poder público a tarefa de educar e preparar a população para impedir que as tragédias aconteçam”, diz.
De acordo com o geógrafo, o Rio tem particularidades que tornam a região ainda mais propícia para os desastres. “Só a capital tem sete milhões de habitantes, grande parte vivendo nas encostas. O solo no RJ é mais espesso e com rochas grandes, o que aumenta o risco e a proporção dos acidentes”, afirma.
Na avaliação de Wasserman, o descaso maior foi da prefeitura de Niterói, que realizou poucas ações para evitar a tragédia. “Niterói é uma cidade rica. O IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) é caríssimo, mas a prefeitura fez muito pouco, realizou apenas algumas obras em beira de estradas.”
Para o pesquisador, na capital fluminense houve uma preparação maior com relação à prevenção da tragédia, mas faltou à prefeitura comunicar melhor a população da chuva. “No Rio, a prefeitura possui um sistema de monitoramento e instalou cerca de 30, 40 pluviômetros em lugares críticos. Talvez tenha faltado um pouco mais de atenção ao avisar o público antes da chuva chegar”, diz
Contudo, segundo ele, a tragédia poderia ter sido ainda maior na capital: “Diante da dimensão do evento, o número de mortos no Rio não foi tão grande. Mas, é uma lição de que a situação na capital ainda não está no ponto ideal. Em Petrópolis e Teresópolis, cidades em que no passado foram cenário de grandes tragédias, ocorreu apenas uma morte, e lá também houve várias quedas de barreira”.

O caminho para evitar que o desastre se repita, na avaliação de Wasserman, é o poder público ser “implacável” ao impedir a ocupação das áreas de risco. “É preciso impedir essas ocupações e retirar as famílias dos locais de risco, oferecendo soluções para elas”, diz.

Origem: UOL Notícias – Cotidiano

Read Full Post »

Cerca de 75% dos casos de halitose (mau hálito) têm sua origem em um problema bucal. Outras causas do mau hálito são os distúrbios gástricos, infecções nos seios [maxilares/paranasais] e doença gengival grave? ? afirma o Dr. Mark Wolff, Ph.D., diretor de Odontologia Operativa da State University of New York, em Stony Brook.

O sucesso do tratamento depende da determinação de sua causa. Tão logo o dentista determine a causa, o tratamento pode começar1.

O mau hálito pode ser causado por:

  • Fatores externos ? alimentos, como cebola e alho, e bebidas, como café e álcool, e o fumo;
  • Má higiene bucal ? quando a placa bacteriana e resíduos alimentares não são completamente removidos;
  • Enfermidade bucal ? gengivite e doença periodontal;
  • Próteses totais ? formação da placa e acúmulo de resíduos nas próteses, que precisam ser limpas diariamente;
  • Amígdalas ? as fendas (criptas) mais largas das amígdalas podem permitir que os resíduos se acumulem na área;
  • Infecções do aparelho respiratório ? garganta, seios [paranasais] e pulmões;
  • Boca seca (xerostomia) ? que pode ser causada por problemas nas glândulas salivares, medicamentos, respiração pela boca, radioterapia e quimioterapia;
  • Doenças sistêmicas? diabetes, doenças renais/hepáticas, pulmonares e dos seios [maxilares/paranasais], distúrbios gastrintestinais;

Qual a relação entre doença bucal e doença sistêmica?

Pesquisas recentes sugerem que há uma relação entre doenças bucais e doenças sistêmicas (diabetes, doenças cardiovasculares, derrame cerebral, infecções respiratórias, mal de Alzheimer) e outras enfermidades. Quando o tecido gengival se inflama dando origem à gengivite, mediadores inflamatórios chamados citocinas, presentes no tecido gengival, podem passar para a saliva e serem aspirados para dentro dos pulmões. As bactérias responsáveis pela periodontite também podem penetrar no sistema circulatório e deslocar-se até outras partes do corpo. As bactérias bucais podem causar infecções secundárias ou a inflamação de outros tecidos ou sistemas orgânicos do corpo (2).

Quem você deve consultar, se tiver mau hálito?

Se achar que a causa de seu mau hálito é a dieta alimentar, consulte um nutricionista. Ele poderá ajudá-lo a modificar sua dieta. Se o problema for má higiene bucal e você tiver gengivite, (inflamação da gengiva) ou periodontite (perda do osso que sustenta os dentes), consulte seu dentista e peça instruções sobre como melhorar a higiene bucal. Se o problema for infecção das amígdalas ou uma infecção respiratória, siga as recomendações de seu clínico geral ou de um especialista em ouvido, nariz e garganta (otorrinolaringologista) ou doenças do pulmão e trato respiratório (pneumologista). Nos Estados Unidos, a maioria das pessoas têm a sensação de boca seca devido a medicamentos, disfunção das glândulas salivares ou ao fato de estarem passando por tratamento de câncer com rádio ou quimioterapia. Por favor, consulte seu médico, cirurgião maxilofacial ou oncologista e siga as orientações que lhe derem sobre os produtos que podem aliviar os sintomas da boca seca. As pessoas que têm diabetes, problemas renais, hepáticos ou distúrbios gastrintestinais devem consultar um clínico geral, um urologista ou gastroenterologista para saber como reduzir o mau hálito. Entre em contato com seu dentista e peça informações sobre a especialidade médica indicada para resolver seu problema de mau hálito.

©Copyright 2009 Colgate-Palmolive Company

Referências:

1. Ooh, That Smell: What to Do if It?s Coming From You ? Dentists Discuss Treatments for Bad Breath. Reviewed information at http://my.webmd.com/content/article/1728.85994

2. The oral cavity plays an important role in the overall health of the body. Reviewed information at www.oralsystemicconnection.com

Origem:

Yahoo! Saúde & Beleza > Saúde Bucal > Higiene Oral Básica >

Minha opinião:

Descubra a causa do seu mau hálito. Não deixe de se tratar. Muitas pessoas sofrem com isso, e causam desconforto nos outros, que nem sempre tem coragem de dizer que alguém tem mau hálito.

(Lєαη∂яσ Mαια Gσηçαℓνєѕ)

Read Full Post »

Madonna participa do show “Hope for Haiti” em Nova York
A cantora Madonna foi a artista que teve canções mais tocadas na Grã-Bretanha entre 2000 e 2009, de acordo com a PPL, organização britânica responsável pela coleta de direitos autorais.
Madonna, de 51 anos, deixou os Beatles em segundo lugar e o cantor britânico Robbie Williams em terceiro, de acordo com o ranking organizado pela Radio 2 da BBC.
O ranking é baseado na execução das músicas dos cantores e bandas na televisão, rádio e em locais públicos como pubs, casas noturnas e lojas.
Madonna foi a única cantora solo a aparecer entre os dez primeiros lugares da parada organizada pela Radio 2. As outras mulheres foram do grupo feminino britânico Sugababes, que ficou em sexto lugar.
Bandas e músicas
A banda Queen ficou em quarto lugar no ranking, seguida pelo grupo masculino Take That, em quinto lugar.

Em dezembro, a PPL anunciou que a música “Chasing Cars”, da banda Snow Patrol, foi a mais tocada da década na Grã-Bretanha. A música, lançada em 2006, ficou apenas no sexto lugar da parada britânica em seu lançamento, mas passou 94 semanas na parada devido às vendas por downloads.

Em 2009, outro ranking compilado para a Radio 2, também organizado pela PPL, descobriu que a música de 1967 “A Whiter Shade of Pale”, da banda Procol Harum, foi a mais tocada em locais públicos nos últimos 75 anos.
A canção com a famosa frase de órgão ficou em primeiro lugar da parada britânica durante seis semanas na época de seu lançamento.
Veja a lista de artistas mais tocados na década na Grã-Bretanha:

1. Madonna
2. The Beatles
3. Robbie Williams
4. Queen
5. Take That
6. Sugababes
7. Elton John
8. Elvis Presley
9. Abba
10. Coldplay

Minha opinião:
Sou fã do trabalho musical e da performance de Madonna.
Admiro suas músicas desde o início de sua carreira.
Tenho todos os seus álbuns em mp3, além de 3 DVDs (Originais, com nota fiscal e tudo).
Ela é uma artista completa.
Também gosto de sua personalidade.
Se ela já cometeu erros e causou polêmica, como artista. Quem não cometeu?
Devemos separar o lado profissional do lado pessoal das pessoas. Principalmente em se tratando de artistas como Madonna.
Quer criticar alguma atitude de sua vida particular? Primeiro avalie sua própria conduta…

(Lєαη∂яσ Mαια Gσηçαℓνєѕ)

Read Full Post »

Por Ricardo Freiesleben, da Redação Yahoo! Brasil

A nova versão do famoso – e contestado – ranking da IFFHS foi divulgada nesta segunda-feira (05), no site oficial da entidade. O recente listão de clubes mundiais foi feito de acordo com o desempenho das equipes no período entre 1º de abril de 2009 e o dia 31 de março deste ano.

Venerado pela torcida cruzeirense, desta vez o ranking não trouxe nenhuma surpresa. O Barça ficou no topo, como era esperado, e o Cruzeiro, sempre bem avaliado pela entidade, subiu duas colocações em relação à última lista, aparecendo em sexto.

Ao final do texto você encontra o critério de pontuação da IFFHS (International Federation Of Football History & Statistics). Você, leitor, concorda com o ranking e seus métodos de avaliação? Deixe sua opinião abaixo.

Confira o ranking de clubes da IFFHS e variação de posições:

1. Barcelona (ESP) – 322 pontos (0)

2. Estudiantes (ARG) – 284 (+5)

3. Werder Bremen (ALE) – 284 (0)

4. Chelsea (ING) – 281 (-2)

5. Manchester United (ING) – 274 (-1)

6. Cruzeiro (BRA) – 256 (+2)

7. Shaktar Donetsk (UCR) – 254 (-2)

8. Arsenal (ING) – 251 (-2)

9. Roma (ITA) – 236 (+1)

10. Bayern de Munique (ALE) – 230 (+1)


Os brasileiros (entre o top 100) no ranking e variação de posições:

6. Cruzeiro – 256 pontos (+2)

35. Internacional – 176 (+28)

43. Grêmio – 171 (-23)

49. São Paulo – 167 (+4)

51. Palmeiras – 167 (-5)

53. Fluminense – 166 (-3)

57. Corinthians – 159 (+17)

71. Flamengo – 144 (+12)


Confira os critérios de pontuação (vitória, empate e derrota):

UEFA Liga dos Campeões: 14 – 7 – 0
UEFA Liga Europa: 12 – 6 – 0
Copa Libertadores: 14 – 7 – 0
Copa Sul-Americana: 12 – 6 – 0
CAF Liga dos Campeões: 9 – 4.5 – 0
Copa da CAF: 7 – 3.5 – 0
AFC Liga dos Campeões: 9 – 4.5 – 0
Copa da AFC: 7- 3.5 – 0
CONCACAF Liga dos Campeões: 9 – 4.5 – 0
OFC Liga dos Campeões: 5 – 2,5 – 0
Mundial da FIFA: 14 – 7 – 0

* Não há referência de pontuação para campeonatos nacionais.

Minha opinião:

Bem que poderiam considerar os campeonatos nacionais e regionais. Pois assim, o Flamengo, como outros grandes clubes poderiam subir nesse ranking, já que são grandes forças regionais e nacionais.

(Lєαη∂яσ Mαια Gσηçαℓνєѕ)

Read Full Post »

– Quando Deus Ordenou Ao Anjo Destruidor Que Eliminasse Todo O Primogênito Da Terra Do Egito, A Casa Que Tivesse O Sinal Do Sangue Do Cordeiro Não Seria Visitada Pela Morte. (Êxodo 12:1-36)

Então, Os Judeus Passaram A Celebrar A Páscoa, Em Comemoração À Saída Do Egito, A Passagem Para A Liberdade.

Todos Os Primogênitos Egípcios Morreram.

Os Hebreus Foram Preservados Pela Obediência E Pela Observância Da Ordem:

Aspergir O Sangue.

É Necessário Restaurarmos O Verdadeiro Significado Da Páscoa E Da Ceia Do Senhor.

Vemos Que Os Reis Ezequias (II Crônicas 30) E Josias (II Reis 23:21-23) Restauraram Em Seus Reinados A Celebração Da Páscoa.

Deus Se Agradou E Abençoou O Povo.

A Partir De Jesus Cristo Essa Celebração Foi Substituída Pela Ceia Do Senhor, Com O Pão E O Vinho. Não Mais Para Relembrarmos A Saída Do Egito, Mas Para Sempre Nos Lembrarmos Da Sua Morte E Ressurreição:

A Ceia do Senhor (Mateus 26:26-30)

  • Enquanto estavam comendo, Jesus pegou o pão e deu graças a Deus. Depois partiu o pão e o deu aos discípulos, dizendo: — Peguem e comam; isto é o meu corpo.
  • Em seguida, pegou o cálice de vinho e agradeceu a Deus. Depois passou o cálice aos discípulos, dizendo: — Bebam todos vocês
  • porque isto é o meu sangue, que é derramado em favor de muitos para o perdão dos pecados, o sangue que garante a aliança feita por Deus com o seu povo.
  • Eu afirmo a vocês que nunca mais beberei deste vinho até o dia em que beber com vocês um vinho novo no Reino do meu Pai.
  • Então eles cantaram canções de louvor e foram para o monte das Oliveiras.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: